“Não invisto na internet, meu público-alvo é mais maduro e não está lá”. Será?

Tudo muda muito rápido, novos hábitos surgem e precisamos acompanhar essas mudanças.

Devemos tomar cuidado com as verdades absolutas, com os estereótipos e perceber que muitas vezes essas “verdades” não passam de senso comum. A afirmação que citamos no post serve para exemplificar isso: “Não invisto em internet, meu público-alvo é mais maduro e não está lá.” Essa frase é mais comum do que se pensa e é por isso que buscamos alguns dados para mostrar o quanto afirmações sem pesquisa podem levar ao erro e  prejudicar as estratégias de comunicação de uma empresa. Confira abaixo alguns dados publicados pelo Rafael Kiso da Mlabs:

  •  7 a cada 10 empresas no Brasil acham que os mais velhos não acompanham as transformações tecnológicas. Fonte: FGV / Aging Fee Fair, 2018.
  • No entanto, o estudo da Mind Miners mostrou que as pessoas acima dos 50 anos estão conectadas e ativas nas redes. Assim como em muitos serviços considerados para jovens.
  •  70% dos entrevistados acima de 50 anos consomem Netflix
  •  58% dos entrevistados acima e 50 anos têm conta no Spotify (pago ou preemium).
  •  27% dos entrevistados acima de 50 anos declararam usar ou ter usado um site / app de relacionamentos

    Essa mudança de comportamento já está em curso hoje. Basta observarmos as academias, universidades, cinema, e também a Internet.

    Os maduros estão por toda parte e representam um mercado de R$1 trilhão todo ano.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *