Vai abrir uma empresa? Saiba por que deixar a identidade visual por último é um erro.

Todos os dias, nascem novas empresas. São negócios promissores, com alto potencial de crescimento. E para abrir um novo negócio o empresário se prepara para fazer investimentos. Além de toda a parte burocrática, existe toda a parte da estrutura em si, aluguel de sala, mobília etc.. Quando tudo está quase 100% do que se lembra? Que essa empresa precisa ter uma “cara”. Precisa de um logotipo, de uma identidade visual.

É muito comum pensar na identidade visual como etapa final de todo o processo. Porém isso é um erro constante, a identidade visual tem que vir por primeiro. Pontuamos os dois problemas mais comuns que podem acontecer por deixar essa etapa por último:

1. A verba acabou!  O empresário já investiu pesadamente em todas as outras áreas da empresa e agora não tem mais tantos recursos financeiros para contratar um serviço profissional. Não estamos generalizando e dizendo que todo serviço barato será necessariamente ruim, mas lembra daquela frase: o barato saí caro! Já atendemos pessoas que descobriram que seus logotipos foram plagiados, copiados da internet. Já pensou na dor de cabeça de investir na produção de fachada, papelaria, uniformes, plotagens para descobrir que o logotipo é plagiado e que você ainda pode ser processado pela empresa detentora da marca?

2. A verba não acabou, porém não houve planejamento e a identidade visual precisa ser feita ”pra ontem”, pois a data de inauguração já foi marcada. Já ouviu aquela frase: a pressa é inimiga da perfeição? Pois é, aqui se mostra que é pura verdade. Para construir uma identidade visual forte, com propósito são necessárias várias etapas. Começando pelo briefing, que é o conjunto de perguntas que o profissional que desenvolverá a identidade visual fará para o empresário para entender qual o objetivo da empresa, seu posicionamento, personalidade, público-alvo e muito mais, só assim é possível criar uma marca que realmente represente a sua empresa. Se ninguém te perguntou nada sobre o seu negócio, como que fará um trabalho alinhado com seus objetivos? Depois de receber todas as informações é preciso iniciar as pesquisas, buscas de referências, escolhas da paleta de cores, da tipografia, simbologia e aí sim partir para o “desenho”. Por isso um trabalho assim não pode ser feito de um dia para o outro. Identidades visuais fortes tem significado, não são construídas por acaso ou só porque ficou bonito. Se um logotipo bonito sem significado é ruim, imagina um feio sem? Com certeza não é essa a imagem que se quer passar para o público né? A identidade visual é o primeiro passo para iniciar um relacionamento com o mercado, fundamental para empresas que querem se destacar. Logotipo não é apenas um desenho, um símbolo, mas sim um conceito transmitido através de uma imagem e, quando bem concebido, demonstra visualmente profissionalismo, credibilidade e confiança.

Depois de definida, a identidade visual vira o alicerce de todas as identidades do negócio. A identidade visual está presente até mesmo na parte física da empresa, na fachada, nas cores escolhidas para compor os escritórios, mobília ou áreas externas, etc. Toda a comunicação deverá seguir a mesma linguagem, para que os funcionários e clientes consigam rapidamente fazer a associação com a empresa, mantendo-a sempre na mente e criando uma identidade memorável.

Gostou do texto? Conta pra gente!